Comecei Por um Fio dias após minha chegada em La Coruña. Só não “engoli” o livro porque até hoje meus dias tem sido bem cheios, mas confesso que teve um dia que deixei de sair com o pessoal só pra ficar lendo. Sem dúvidas, todo o tempo que passei com esse livro foi delicioso e me permitiu várias reflexões sobre a vida.
 
por-um-fio-capa-3
 
Drauzio Varella é médico, infectologista e oncologista, e trabalhou anos em uma clínica que tinha em sociedade com um amigo, também oncologista, e na qual seu irmão trabalhava como clínico geral. Nessa época o câncer era visto como “aquela doença”, em que o nome não poderia ser dito, e com ainda formas experimentais para o tratamento das doenças. Alguns tipos de câncer ainda eram desconhecidos.
 
Me enfeitiçando com sua belíssima escrita, Drauzio Varella construiu Por um Fio com base em histórias de seus pacientes, a maioria delas tristes, que nos permitem refletir um pouco a respeito da própria vida. A atitude de cada ente de pacientes é chocante, seja ela de total apoio ou de abandono. Em um trecho da obra Drauzio faz reflexão sobre a vida e diz: “O que éramos antes de o espermatozoide encontrar o óvulo no instante de nossa concepção? Aceitamos com naturalidade o fato de inexistir antes desse evento inicial, em contradição com a dificuldade em admitir a volta á mesma condição no final do caminho.” E é aí que surge a perguntinha clichê: por que eu?
 
A leitura de Por um Fio rompeu um preconceito que eu tinha com o autor. Esse foi o primeiro livro que eu li dele, mas antes mesmo de conhecê-lo já julgava seu papel como escritor. Achava que ia ser algo de alto ajuda, com escrita precária etc., e como eu me surpreendi. O Drauzio é fantástico!!! Como médico, como escritor, como ser humano. Há uma passagem no livro que ele diz: “Tive vontade de percorrer as faculdades de medicina para dizer aos alunos, no primeiro dia de aula, o que nunca ouvira de meus professores: na medicina, curar é objetivo secundário, se tanto. A finalidade primordial de nossa profissão é aliviar o sofrimento humano”.
 
Bom… acho que não preciso falar que recomendo né? hahaha.
 
Valor do livro: aproximadamente R$32,00.
 
Beijos!
.

Marina em 17/set/2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.